terça-feira, 19 de julho de 2011

Since you've been gone

É tarde. O relógio marca 3:25 da manhã e eu não tenho sono algum, então levanto e abro a janela. O ar frio da madrugada é quase nostálgico, não fosse pela poluição sonora que me traz de volta à realidade. E é isso...

Desde que você se foi, meu sono é perturbado. Nas poucas noites em que consigo dormir, estou sempre virada para o lado esquerdo, de frente para a parede branca do meu quarto. E desde a última vez que dormimos juntos, tento substituir teu calor com uma quantidade exagerada de cobertores, que não surte efeito nenhum exceto por me fazer sentir calor e acordar de madrugada, descoberta e com frio.

Tenho demorado mais no banho, desde o nosso fim. Oscilo entre dietas rigorosas e gulas extremistas com maior frequência e intensidade do que costumava fazer, mas estou bem apesar de tudo. Não tenho lembranças da última vez em que me dediquei tanto à faculdade, aos livros e aos filmes. Vou ao cinema a cada 15 dias e já conheço as músicas que tocam em baladas. Durante o semestre eu li, em média, um livro acadêmico por semana.

Descubro novas músicas e cantoras que compartilho com a lista de contatos do msn e lamento a ausência de amigos durante as férias. Converso um pouco de mim com cada novo(a) amigo(a) que fiz e sorrio para estranhos com maior facilidade, desde que terminamos. Voltei a usar o mesmo perfume de antes de você e a ouvir Eric Clapton no som do carro, todos os dias.

... E nas noites de inverno, antes de me jogar na cama para tentar dormir, tomo um achocolatado quente, vestindo pijama. E é isso o que tenho feito desde que paramos de nos ver. Ainda sinto, a contragosto, a tua falta, mas acho que posso dizer que estou feliz. E espero que esteja também - de todo meu coração.

Um comentário:

  1. Achei lindo, mas quero um texto divertido no próximo post. Te amo.

    ResponderExcluir

Pages